O Meu Barão reproduz texto do blog Bem Gasto(*) , do Insper, uma das melhores escolas de economia e negócios do Brasil. Confira.

“Nos últimos dias, me peguei lendo sobre métodos de colocar uma luva de beisebol. Aparentemente, vestir a luva após compra-la não é algo simples, pois ela está rígida e não fornece um bom encaixe.

Na internet há vários métodos para amaciar e lacear a luva, porém dois me chamaram atenção: o primeiro envolve passar creme de barbear, amarrar a luva com uma bola em elásticos, colocar debaixo do colchão por 1 semana e dormir sobre ela. A outra técnica envolve colocar a luva no micro-ondas por 30 segundos. O problema da segunda técnica é que parece que ela estraga o tecido da luva, diminuindo a durabilidade.

Se você leu o meu primeiro texto para o blog (“Promessas, dietas e poupança: o que estas coisas têm em comum?”) deve estar percebendo aonde quero chegar. O primeiro método, apesar de trabalhoso e longo, traz melhores resultados e você não vai precisar comprar uma luva nova após algumas vezes de uso. Paciência e um bom processo trazem benefícios.

Podemos facilmente fazer uma analogia com planejamento financeiro. O que ensinamos nos nossos cursos nem sempre é o caminho mais fácil e curto, porém é a maneira correta. Não adianta implementarmos mudanças drásticas e rápidas do dia pra noite, colocando nossas finanças num micro-ondas, e voilà… infelizmente, não funciona assim.

Quando vamos ao médico, ele nos passa medicações e orientações para mudarmos o nosso hábito de vida aos poucos. Parar de fumar, comer de maneira saudável e caminhadas de 30 minutos normalmente são as primeiras orientações. Neste blog vamos começar a passar a vocês pequenas receitas que vão melhorar sua vida financeira.

O primeiro passo é receber informações básicas de planejamento financeiro. Entender a diferença de padrão e qualidade de vida e estudar como fazer um planejamento financeiro são fundamentais e a Bem Gasto oferece aulas sobre o tema. Portanto, fique ligado no nosso site =).

O segundo passo é entender a você mesmo. Autoconhecimento é algo que poucos têm, mas desenvolvê-lo traz benefícios inimagináveis.

Por último, temos a implementação, que é de fato usar o conhecimento com disciplina e auxílio de ferramentas, atingindo uma vida financeira saudável.

Chega de papo e mãos à obra. Abaixo você vai encontrar uma lista de afirmações e espaços para preencher com SIM ou NÃO. A única coisa que peço: honestidade ao responder. Após preenchida, reflita e coloque ela em um lugar visível as 10 respostas.

SOU HONESTO EM RELAÇÃO AO QUE EU SINTO

EU SOU SAUDÁVEL FINANCEIRAMENTE ATUALMENTE

TENHO MEDO DE QUEBRAR FINANCEIRAMENTE

POUPEI DINHEIRO NOS ÚLTIMOS 3 MESES

GASTO MAIS DO QUE EU PRECISO

QUERO FAZER UM CONTROLE DIÁRIO DAS MINHAS FINANÇAS

ME PREOCUPO FINANCEIRAMENTE COM MEUS FILHOS OU MINHA FAMÍLIA

QUERO POUPAR PARA A APOSENTADORIA

ME COMPROMETO A CONTROLAR AS MINHAS FINANÇAS

CONTROLO MINHAS FINANÇAS DIARIAMENTE

“Dou minha palavra que vou me dedicar pelo menos 10 minutos ao meu dinheiro, assinado:_________________”

Se você respondeu muitos “não”, não tem problema. O reconhecimento é o que vale.

Pendure seu questionário seu juramento em um lugar onde você veja toda manhã (no banheiro ou na porta de entrada).

Refaça o exercício todo mês e compare as respostas com o último formulário. Você estará melhorando quando ver que as caixas de cor azul estão sendo preenchidas com maior frequência.

Não se preocupe se parecer estranho. As mentes mais brilhantes faziam acompanhamentos semelhantes e até diários. Benjamin Franklin tinha um rígido e complexo sistema de autoavaliação. Um dia irei escrever sobre ele.

Sua poupança é a sua luva de beisebol. Cuide bem dela! É o caminho difícil, porém correto de cuidar.”

(*) Rubens Sanghikian, economista, é voluntário do Bem Gasto.